SOBRE MIM

O meu nome é Teresa Silva e sou de Guimarães. Sempre gostei de escrever e, por isso, aos treze anos tinha já um livrinho na mão.

Teresa Silva

Desde cedo que me apercebi que escrever constituía uma fuga à realidade. Escolhemos as personalidades das nossas próprias personagens, os conflitos, os momentos, os lugares fora ou dentro da ficção, os destinos, os desenlaces… Tudo o que na realidade não somos capazes de controlar. Escrever? Sim, por vezes ainda torço o nariz por essa não ser uma tarefa fácil, tal como a maioria dos jovens da minha idade. Mas, por outro lado, se não sentir a pressão para o fazer e concentrar-me simplesmente no que gosto, a escrita surge suavemente.

Este gosto especial de colocar em papel o que nos vai na mente é algo que tento incutir nas palestras que faço nas Escolas. Infelizmente, o gosto pela leitura desvanece cada vez mais e, portanto, é cada vez mais importante cativar os jovens (como também me cativaram a mim!) a ler, a relembrar os benefícios que toda a leitura traz, a escrever! E para isso, é crucial que o livro que cada um escolha seja algo que os cative, desde a índole até às personagens. O resto, ou seja, os benefícios, vem naturalmente, como que uma merecida recompensa.

A pensar também nisso, escrevo aquilo que gostaria de ler, que gostaria de encontrar escrito num livro. Tento condensar, numa só, todo o tipo de momentos que deve fazer parte de uma história e congelar a qualidade de escrita até à última página. Só desta forma se consegue recuperar o gosto pela leitura nos jovens, cativando-os desde o início, para que leiam com prazer e de livre e espontânea vontade.